Sessão Metamoderna: Poesias de Jayro Luna

Flash Back

A inconfundível frase musical,
Não recordar, antes redescobrir;
Aquela foto kodak: know-how.
Hi-fi no cadilaque: traduzir!

Toca uma fita ou um velho long-play,
Dança aquela dança com mil deslizes,
Talking about my generation! Hey!
Mutar o kitsch! O novo sem reprises!

Nítido e sonoro raio: um tacape!
Límpido luminoso laser: leque!
-Coca-cola, grapette, seven-up -

Abrir o casulo ao novo moleque,
Curtir - tubo blue - e às ondas bem escape!
Metamorfoses do velho: flash back!

(Bagg'Ave, 1984)

Gotham City

Mas é preciso ser batman em gotham city,
É preciso ler gibi antigo e desfolhado,
Sendo morcego, não ser vampiro, ser beat,
Besouro caindo nos ouvidos deflorados.

Mas é preciso ser batman em gotham city,
Roncando o motor turbinado do bat-carro,
Gostar de Liszt, saber tudo e tudo cite!
Tomar copos de leite e não fumar cigarro!

Sendo o batman enfrento o coringa e o pingouin,
A sensual mulher gato que me arranha as pernas
E o peito e declara estanha paixão por mim!

Ter sempre ao meu lado um Robbin longe a tavernas;
É preciso ser batman em gothan city enfim,
Pra a luta ao som do rock, morarem caverna!

(Bagg'Ave, 1984)

Pedras

Taças de cristal que o vento toca como segredos dos beijos de muitas noites... E a Lua passa noites de insônia nas galés no mar numa noite de pecados sem fim... Ruínas de um túmulo sagrado de fechos de ouro e armas reais entre flores...
E chega a parecer que elas desconfiam da gente!
Por uma palavra de nada poder vir a saber-se de tudo!
Acreditei em que pensava no futuro... Enganei-me completamente! E conheço, hoje, quem nos roube sem ter nisso interesse algum!
Então os espíritos que falem e digam o que quiserem de mim! O que o coração me diz e o que de Deus aprendi por conta valem todos os avisos! (Ouve-se uma formidável detonação de raios e relâmpagos nos céus, grande fuzilaria nas ruas distantes, apitos, cães a ladrar) - Porventura és tu o culpado?
Um anjo de túnica inconsútil azul-clara e asas brancas toca uma flauta dourada que brilha tanto quanto seus cabelos dourados e seu rosto dourado... Ele voa em torno de um imenso mastro de navio, e ao longe, entre nuvens de miragens, vejo um unicórnio alvo pastando num lindo campo azul e verde, mais ao fundo eu me vejo, recostado numa árvore, a tocar num banjo uma canção singela para uma moça de roupa toda branca que borda um sinal num pequeno pano azulado, e percebo as letras iniciáticas que ela borda: J.& L., isto é, Jesus & Lúcifer!

(Florilégio de Alfarrábio, 2002)

T O M A H A W K
O M A H A W K 
M A H A W K     T
A H A W K      T A
H A W K      T A C
A W K      T A C A
W K      T A C A P
K       T A C A P E

"Ataque a Tombuktu", do livro The Bootlegger (inédito)

'WAR DANCE',  do libreto Rockdriller, 1991

Avançar

Home

Voltar