ORFEU SPAM 21/22

Jornal Eletrônico de Poesias e Artes

Editora: Epsilon Volantis

ISSN: 1807-8311

Orfeu Spam é uma publicação trimestral de poesia, música e artes em geral.

São Paulo, março/maio de 2009/junho/agosto de 2009.

Orfeu Spam está no ar desde janeiro de 2003

 

Voltar  

   Home Page

  Capa Orfeu Spam 21/22  

   Home Page

  Avançar

BLOG!  Marginália Let Me Traduce Pop-UP! Revisão... Metamoderna Pim-Ball! Pop-Corn! Acadêmica ENSAÍSTica

Sessão Pim-Ball: Poesias de Hugo Mund Jr., Enzo Carlo Barroco, Cacaso, Luiz Fafau, Geraldo Magela, Zanoto, Paulo Bruschi, Waly Sailormon.

 

 


Hugo Mund Jr.

 

 

VÊNUS TARDIA

 

Pérfido, aquece o verão esta chama,

extrema euforia sustentada por Vênus,

fábula que aflige a carne madura.

 

Derrota o sol a excessiva indulgência

do coração afogado na embriaguez

que não quer saber do seu outono.

 

Na duração da incógnita, o enjôo do fruto.

Este é o lugar da víbora e da pomba,

risco de insulto no irrevogável impulso.

 

                   Cósmica Província  (1992)

_________________________________________________

SAPATO NOVO

Ela em campo aberto
Eu na casamata
Mergulha sem escafandro
Eu nem sei nadar
Ela em queda livre
Eu de sapato novo
 

            Luiz Fafau

 

NEOLOGISMO

A palavra que és
desconsertante e geométrica,
neologismo que o povo descobre,
sob uma tarde que se abraça ao mar.
Nem mesmo te sabia
entre a fala dos homens simples,
mas esta lua veemente e delirante
desponta singularmente eviterna.
Falarás de ti, palavra única,
entretanto usual, concebida
por línguas fáceis, ordinárias
das ruas, das gentes, de toda a gente.

           Enzo Carlo Barroco

________________________________

E com vocês a modernidade

Meu verso é profundamente romântico.
Choram cavaquinhos luares se derramam e vai
por aí a longa sombra de rumores e ciganos.

Ai que saudade que tenho de meus negros verdes
anos!
 

          • Antonio Carlos de Brito/Cacaso
             
             

Poema do livro: "26 Poetas Hoje", Editorial Labor do Brasil, 1976, RJ

 

Orfeu Google

Pesquisa 

Biblioteca

Nacional RJ

Bib. Nac.

Portugal

Bib. Congresso

USA

Biblioteca

Mário de Andrade

Biblioteca

Virtual

MEC

Ministério da Educação

Minc

Ministério da Cultura

Periódicos

CAPES

CNPQ

Portal

 

Sessão BLOG!

Marginália

Let Me Traduce

Pop-UP!

REVISÃO

Metamoderna

Pim-Ball!

Pop-Corn!

Acadêmica

Ensaística

 

PÓS MODERNOS

o cinza
e principalmente
o negro

ara não
falar do
pó branco.
 

    • Geraldo Magela

 

 

Quando o flash estorou
eu
fechei os olhos
e vi
uma chuva de estrelas...
 

            Zanoto

 

 

 

SORTE NO JOGO E NO AMOR

Existem vários tipos de sorte
Sorte pro jogo
Sorte pra vida
Sorte pro amor

Dizem que sorte pro jogo
Não bate com sorte no amor

Então
Como foi que nós nos achamos
Achamos jogando
Jogamos no jogo
Jogamos no amor

Eu sou seu bingo
Você  minha seqüência máxima de ouro
Eu sou sua sorte
Você meu jogo

Então
Deixa todos pensarem
Dizerem
Que sorte no jogo azar no amor

Então deixa e
Vem
Vem minha dama rainha
Amar seu rei
Vem minha dama rainha
Ser feliz
Porque você ganhou seu rei.

                                          Paulo Bruschi

 

 

 

          JARDIM DE ALÁ
           

EMBRIAGUEZ/cesto de caju/ claro de luna/ olor de jasmin/ teto de estrelas.
Recostado nas almofadas, ouve leitura da ata de reunião da célula

        Tupinambá guerreiro
        Rei da Turquia
        Pisa no chão devagar
        Que a noite está
        que é um dia
         

                Waly Sailormon

Do livro: "26 Poetas Hoje", Editorial Labor do Brasil, 1976, RJ

 

Voltar  

   Home Page

  Capa Orfeu Spam 21/22  

   Home Page

  Avançar